Acompanhe seu vereador na 2ª Sessão Ordinária

por ASCOM/CMCC publicado 17/02/2017 11h30, última modificação 17/02/2017 11h28

Gesiel Ribeiro (PHS): Parabenizou as três indicações da 2ª Sessão Ordinária e se disse feliz por ter contribuído para a aprovação de cada uma delas. Esclareceu à população que não integrou a comitiva de vereadores que foi buscar informações das autoridades sobre os crimes da última sexta-feira (10), pois estava em Belém cumprindo agenda partidária.

Sobre a indicação de recuperação de vicinais, afirmou que elas não estavam preparadas para o período chuvoso e que será vigilante e cobrará melhorias para essas vias. Com relação a qualidade do serviço do transporte escolar prestado no município, o vereador disse que se reuniu com membros da Secretaria Municipal de Educação e expôs as dificuldades de tráfego e também a superlotação.

Reconhece os avanços que o município teve, mas que quer vê-la avançar mais e finalizou dizendo que Canaã ainda tem tempo para se programar para ser a cidade que sonhamos.

Wilson Leite (PDT): Agradeceu a presença de todos, incluindo os líderes dos assentamentos. Parabenizou as indicações e falou sobre a sua preocupação com o planejamento do município. Pediu que o prefeito e o secretário de Saúde tomem providências para  que as cirurgias eletivas voltem a ser realizadas no hospital municipal e disse que é inaceitável que elas estejam paralisadas por causa de um carrinho de anestesia que está quebrado, sendo que a sua manutenção custa apenas R$6 mil.

Usou sua fala para criticar a demora na entrega da obra da nova escola Nova Jerusalém. Reforçou que além da recuperação de vicinais é preciso fazer manutenção nas ruas e avenidas e se mostrou preocupado com a crise que o comércio enfrenta com a queda nas vendas.

Finalizou dizendo que o período Legislativo começou e que se sente honrado com a presença de todos que acompanham o trabalho que estão fazendo. “Me coloco à disposição do povo. Tudo o que é interesse de Canaã é nosso interesse também”, concluiu o vereador.

Maria Pereira (PDT): Reclamou da paralização dos serviços sociais prestados pelo município e desabafou que muitas pessoas em Canaã estão vivendo enormes dificuldades financeiras, inclusive passando fome. Citou como exemplo a dificuldade enfrentada pelos moradores do Residencial Canaã onde muitos estão sem água e energia elétrica em suas residências por fala de pagamento. “As pessoas estão passando fome. Os serviços sociais precisam ser reativados com celeridade”, cobrou a parlamentar.

Parabenizou as indicações dos colegas e disse que não se pode responsabilizar somente a polícia pela violência, pois o município cresceu, o desemprego aumentou e muitas ruas estão às escuras.

 Disse que esteve ao lado dos demais parlamentares que compõem a Comissão Permanente de Direitos Humanos da Câmara visitando os sobreviventes alvejados por ama de fogo na noite da última sexta-feira (10), e também os órgãos de segurança pública em busca de maiores informações, mas que o ideal não é combater a violência, e sim preveni-la. Uma das medidas citadas por ela é a reorganização do município com a manutenção e ampliação da rede de iluminação pública, com a limpeza dos lotes vazios etc.

Vânia Mascarenhas: Parabenizou as indicações e desabafou sobre a crise econômica da cidade e sobre a questão da fome enfrentada por muitas famílias. Disse que sabe o quanto a fome dói e pediu o apoio de todos para cobrarem do Executivo uma solução para resolver a questão da fome do povo e criticou a Assistência Social Municipal por ter entregue apenas 15 cestas básicas no mês passado.

Criticou a Saúde pública e disse que vai lutar por sua melhoria, principalmente pela retomada das cirurgias eletivas.

Anderson Mendes: Parabenizou as indicações dos vereadores e falou que a assistência social é uma medida emergencial. É preciso capacitar essas pessoas para que elas trabalhar em outras áreas.

Pediu que o presidente convide o prefeito para uma reunião para tratarem dessas pautas emergenciais. “Não estou aqui só para reclamar. Se for para isso eu renuncio. Estou aqui para reivindicar e apresentar soluções”, disse o vereador.

Cobrou que a prefeitura crie mecanismos que atraiam novas empresas para o município, consequentemente gerando emprego e renda para a população. Pediu apoio para as associações e para os produtores rurais.

João Batista: Relembrou que durante sua infância muito se falavam do projeto S11D, que hoje é uma realidade, mas que muitas dificuldades serão enfrentadas por conta da desmobilização do processo de implantação e essas demandas estão recaindo sobre o município.

Ele sugere que os investimentos que geram empregos devem ser priorizados para que o município supere essa crise e pediu que a população participe da discussão do Plano Plurianual para que decidam este ano como serão os investimentos públicos.

Disse que houve melhoria nas escolas, mas que ainda tem muito o que se avançar no que diz respeito a superlotação das escolas e dos ônibus escolares.

Baiano do Hospital: Disse indignado com a suspensão das cirurgias eletivas por causa uma manutenção de apenas R$6 mil em um equipamento de suma importância. Afirmou que quer sentar com o secretário de Saúde para resolver essa questão. O vereador parabenizou os colegas pelas indicações.

João Nunes: Queixou-se da falta de iluminação pública, que todos pagam as taxas, mas que poucos usufruem. O vereador apresentou indicação ao executivo para que este implante o mais rápido possível o sistema de videominitoramento.

Elio do Líder: Parabenizou as indicações de todos, falou sobre a situação das estradas vicinais e disse que a Secretaria de Obras só atua de forma paliativa. Sobre o carrinho de anestésicos que está quebrado, impossibilitando a realização de cirurgias eletivas, disse que o ideal seria a aquisição de mais um para que fique de reserva.

Sobre a questão do desemprego, solicita uma reunião com o prefeito para que junto possam encontrar as melhores medidas de geração de emprego. Criticou a questão da Assistência Social e pediu celeridade. Defende que o Executivo crie frentes de trabalho temporárias contratando pessoas de diferentes setores, gerando emprego e renda de forma emergencial para ajudar a população que está desempregada.

Walter Diniz: Parabenizou as colocações e os debates de grande interesse social ao povo de Canaã dos Carajás realizado pelos vereadores.

Criticou o descaso do governo do estado no que se refere a segurança pública de Canaã do Carajás, afirmando que o efetivo de policiais é pequeno frente à grande demanda e disse que sempre procurou mecanismos para contribuir com a segurança sugerindo a criação da guarda municipal. “Se o governo do estado não ajuda, o governo municipal tem que contribuir com o que lhe é cabível”, finalizou.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.