Comissão de vereadores busca informações sobre homicídios

por ASCOM/CMCC publicado 13/02/2017 12h51, última modificação 13/02/2017 12h51
Comissão de vereadores busca informações sobre homicídios

Vereadora Maria Pereira (esq), Major Aquino, Vereadora Vânia Mascarenhas, Presidente Junior Garra, Vereador João Batista, Dr. João Neto, Vereador Baiano do Hospital, Vereador João Nunes e Dr. Ricardo Paré

Comissão composta pelos vereadores Junior Garra, Maria Pereira, Vânia Mascarenhas, Baiano do Hospital, João Batista e João Nunes  esteve na manhã de sábado, 11 de fevereiro de 2017, no Hospital Municipal, Delegacia de Polícia e Quartel  da PM. O objetivo dos vereadores foi de buscar esclarecimentos a respeito dos fatos ocorridos na noite de 10 de fevereiro, quando 5 pessoas foram alvejadas por arma de fogo,  sendo que três faleceram e  dois estão hospitalizados.

No Hospital a comissão de vereadores visitou os dois sobreviventes e falou com um  deles , que afirmou não reconhecer o autor dos disparos.  Em seguida os vereadores foram até a   Delegacia de Polícia Civil, onde foram informados que o delegado  estava em Parauapebas, numa reunião, tratando da possibilidade de investigadores da Delegacia Especializada de Homicídios, de Belém, virem para  Canaã dos Carajás para assumir as investigações.

No quartel da Polícia Militar o comandante,  Major  Aquino, falou do trabalho para coibir o crime na cidade, informando aos vereadores que o contingente de policiais é aquém da necessidade de Canaã dos Carajás, mas que sua equipe vem se desdobrando para atender à  comunidade.

O presidente da Câmara, Vereador Junior Garra, lembrou a que criação da Guarda Municipal e implantação do vídeo-monitoramento seria a alternativa viável para trazer mais segurança para a comunidade.  

Os vereadores pediram o empenho das autoridades policiais no sentido de elucidar o caso. A Comissão de Direitos Humanos, composta pelos vereadores João Nunes, Vânia Mascarenhas e Rael da Marcenaria, acompanhará o desenrolar das investigações.

 

Greve na PM

O presidente Junior Garra, em conversa com o Major Aquino, externou sua preocupação com  boatos a respeito de uma possível greve da PM do Pará, nos moldes do que vem acontecendo no Espírito Santo, e foi informado pelo comandante que a situação está sob controle.

No sábado o comandante da PM divulgou uma nota em que afirma que os trabalhos estão correndo de forma normal, e que a Policia Militar do Estado do Pará “é uma instituição honrada, e é regida pelo estado democrático de direitos. Responsável pelo correto exercício do poder de polícia ostensiva, trabalhando na manutenção da segurança pública. Qualquer boato denegrindo a imagem institucional da PM é passível das sanções judiciais cabíveis”, conclui da nota.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.